Meu Orkut me condena! Coisas que fazíamos quando o Orkut era vivo.


O Orkut está entregando os pontos na briga das redes sociais e partindo para o céu da internet, mas você se lembra das coisas que fazia nos tempos em que para entrar no Orkut era necessário um convite de um amigo? São tantas lembranças da minha primeira rede social que eu decidi criar uma lista de coisas que fazíamos no Orkut depois da escola.

 

1 – A Corrente da Samara

É idiota, não nego. Alguém posta um depoimento no seu perfil onde é afirmado que você deveria continuar espalhando aquela história de uma menina morta ou então você seria a próxima vítima. Valendo lembrar que essa é quase a sinopse do filme “O Chamado” dirigido por Gore Verbinski na época em que os americanos estavam tentando aprender com os asiáticos como se faz um filme de terror.

Eu ajudei a espalhar a corrente da Samara no dia em que um amigo troll qualquer colocou aquele depoimento no meu perfil do Orkut, pois eu era um adolescente com muito tempo livre.

#QuemNunca? .

 

2 – Trocar MSN com membros de comunidades.

Eu vivia em comunidades do Orkut quando eu era adolescente, pois não se encontra muitos fãs de quadrinhos e mangás no interior da Bahia.Para ser honesto eu era a única criança da minha sala que reclamava de Smallville (sim, eu sempre fui hater) por não contar direito a história do Clark Kent, mas vamos esquecer as minhas frustrações de infância.

 

O MSN era uma ótima forma de conversar com as pessoas e eu não precisava dar meu número de telefone pra gente que eu não conheço (#Direta_Pra_Você_Whats_up), mas foi caindo em desuso e acabou sendo desativado.

Era legal, mas tenho que dizer que não mantive nenhuma das amizades virtuais dessa época, pois eu não quis.

 

3 – Mandar gifs animados para os seus amigos.

O Orkut permitia a publicação de gifs animados e isso rendia alguns resultados bizarros como, por exemplos, aquela imagem de feliz aniversário com os ursinos carinhosos.

#Não!

 

4 – Saber quem visualizou meu perfil

A vida de um perseguidor era muito mais difícil naquela época, pois se você ficasse muito tempo de olho no perfil de uma garota ela iria saber. Ser stalker dessa forma não é legal, afinal, um dos principais critérios para esse comportamento é o anonimato, entretanto era interessante ver quem andava verificando suas fotos e postagens, afinal, todo aquele interesse poderia ter algum significado positivo.

Só que não.

Eu ficava sempre curioso em saber quem era a pessoa que estava me dando audiência no Orkut até descobrir que era sempre o mesmo velho gordo toda semana.

Foi quando eu abandonei a rede social de vez.

#VocêNãoVaiSeDarBem

Sobre Cicero Sena (174 artigos)
Jornalista, criador de conteúdo e estranhamente humano (eu acho).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: