A influência de “Os Assassinatos da Rua Morgue” no universo POP


“Os Assassinatos da Rua Morgue” não é apenas uma das histórias mais famosas do escritor Edgar Allan Poe. Sem esse conto gótico pré-moderno é possível que não existissem personagens como Sherlock Holmes, Hercule Poirot ou mesmo filmes parecidos com Rios Vermelhos.

Não acredita?

O livro “Os Assassinatos da Rua Morgue” foi publicado pela primeira vez em 1841 escrito por Edgar Allan Poe, e é considerado por muitos como o primeiro livro de detetive da história. O conto relata a história de como Monsieur C. Auguste Dupin e o seu colega de apartamento, que não tem nome e narra o livro, desvendaram o mistério das mortes na Rua Murgue.

 

Alguns anos depois da primeira publicação de Os Assassinatos da Rua Morgue surge o detetive mais famoso do universo pop, nosso amado Sherlock Holmes. Sir Arthur Conan Doyle  não deve ter imaginado que sua criação, tão próxima do C. Auguste Dupin, viraria seriado, filmes, desenhos e HQs.

 

Você encontra características de “Os Assassinatos da Rua Morgue” também em contos modernos de mistério como nos livros da escritora Ágatha Christie com seu carismático  Hercule Poirot. Ele usa técnicas de dedução lógica parecidas com as de Sherlock Holmes e Monsieur C. Auguste Dupin no combate ao crime.

 

Talvez as tramas policiais atuais mais influenciadas pelo legado de Poe sejam os seriados investigativos que tem feito sucesso recentemente. Um dos melhores exemplos é sem dúvida é Perception onde um médico genial e esquizofrênico em parceria com uma agente do FBI desvendam crimes. Numb3rs também tinha uma premissa próxima, entretanto o gênio desvendava crimes com contas matemáticas.

 

Recentemente a série Penny Dreadful também fez uma pequena homenagem ao livro mencionando a história de uma mulher e  filha que foram massacradas por um assassino que a polícia estava chamando de Jack, o Estripador. O assassino em série mais famoso do planeta teria feito duas vítimas na rua Morgue.

 

Se você quiser entender como funciona a formula de todos os romances policiais e de mistério da história da humanidade, ler “Os Assassinatos da Rua Morgue” é uma obrigação. Vale a pena também pela qualidade do texto, afinal Edgar Allan Poe é Edgar Allan Poe.

Sobre Cicero Sena (174 artigos)
Jornalista, criador de conteúdo e estranhamente humano (eu acho).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: